sábado, 17 de outubro de 2020

FASE VERDE EM SÃO PAULO: A REABERTURA DE MUSEUS E CENTROS CULTURAIS

Olá, andarilhos. Tudo bem com vocês?



Depois de 7 longos meses devido a quarentena por causa do Corona Vírus, foi anunciada a fase verde em São Paulo. Ou seja, após uma longa espera e ansiedade, começou nessa semana a reabertura de museus e centros culturais na cidade.

Reuni um compilado de todos os museus da cidade e do Estado, com sua data de abertura e horários em sua programação:


CENTRO
Reabertura: 15/10/2020 com entrada gratuita até dia 23/10/2020 e mediante agendamento.
Horários: Todos os dias: 14h - 20h
Site: PINA
Reabertura: 15/10/2020
Horários: Capacidade de 480 lugares. Visita monitorada mediante agendamento.

Reabertura: 15/10/2020 
Horários: 4as às 2as: 10h - 17h30

Reabertura: 21/10/2020
Horários: 4as aos Dom
ingos: 10h - 16h Somente com agendamento prévio, 10 grupos de pessoas a cada 10 minutos e a visita será de 1h50.

Reabertura: 16/10/2020

Reabertura: 16/10/2020
Horários: 10h às 16h

Reabertura: 13/10/2020
Horários: 2as às 6as: 11h às 15h

Reabertura: 16/10/2020
Horários: 12h - 18h

Reabertura: 16/10/2020
Horários: 4as aos Domingos: 09h - 17h

Reabertura: Agendamento prévio pelo site

Sessão Circulante ainda fechada ao público 






ZONA SUL

Reabertura: 20/10/2020
Horários: 11h - 17h

ZONA NORTE

Reabertura: 16/10/2020
Horários: 2as às 6as: Das 11 às 15h
25% da capacidade de público


ZONA LESTE 

Reabertura: 22/10/2020
Horários: 5as Domingos: 11h - 17h (bilheteria até 16h) - 1 hora de visitação, 40 visitantes a cada meia hora, cafeteria fechada e uso de máscaras durante todo o trajeto.

ZONA OESTE
MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA
Reabertura: 13/10/2020
Horários: 11h - 15h
Site: MEMORIAL

MIS - MUSEU DA IMAGEM E DO SOM
Reabertura: 16/10/2020
Horários: 6as aos Domingos: 12h - 18h - compras de ingresso somente online, obrigatório o uso da máscara e atrasos superior a 15 minutos não serão permitidos.

MUSEU DO FUTEBOL
Reabertura: 15/10/2020 - Somente mediante agendamento e visitas com grandes grupos estão suspensas. São 10 visitantes por vês a cada 25 minutos
Horários: 5as aos Domingos: 15h - 19h 
Site: MUSEU DO FUTEBOL
MUSEU DA CASA BRASILEIRA
Reabertura: 16/10/2020
Horários: 3as aos Domingos: 11h - 15h. Compra de ingresso somente online, 25 pessoas por vez e uso de máscaras os tempo todo.
Site: MUSEU DA CASA BRASILEIRA
    Reabertura: 01/11/2020
      THEATRO SÃO PEDRO
      Horários: 17h
      Reabertura: 14/10/2020
        CASA GUILHERME DE ALMEIDA
        Horários: 12h - 16h - com ficha de agendamento
        Site: RETOMADA CASA GUILHERME DE ALMEIDA

        Reabertura: 14/10/2020
        Horários: 4as aos Sábados: 12h-16h mediante agendamento, 4 pessoas por hora e uso de máscara contínuo

        Reabertura: 16/10/2020
        Horários: 2as às 6as 11h - 15h
        25% da capacidade de público

        AVENIDA PAULISTA

        Reabertura: 13/10/2020 
        Horários: 3as às 6as: 13h-19h // Sábados e Domingos:10h - 16h
        Site: MASP
        Reabertura: 13/10/2020
        Horários: 3as às 6as: 12h-16h // Sábados, Domingos e Feriados: 13h - 16h

        Reabertura: 
        Horários: 3as às 6as: 13h-19h // Sábados, Domingos e Feriados: 10h - 16h
        Site: ITAÚ CULTURAL mediante 
        agendamento


        Reabertura: 14/10/2020
        Horários: 4as aos Sábados: 12h - 16h mediante agendamento e 10 pessoas por hora

        Reabertura: 15/10/2020
        Horários: 5as aos Domingos: 13h - 17h
        Agendamento obrigatório e grupos familiares de até 4 pessoas.

        Reabertura: 20/10/2020
        Horários: 3as aos Domingos: 11h -17h


        Acredito que seja isso. Espero que vocês se divirtam muito, com toda a segurança possível. Usem máscaras o tempo todo, usem e abusem do álcool em gel, evite ficar perto de pessoas e tomem banho ao chegar em casa.

        sábado, 19 de setembro de 2020

        #314 ESPECIAL - 1 DIA EM JUNDIAÍ: PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO

        Olá, andarilhos. Tudo bem com vocês? Um ótimo final de semana a todos.
        Chegamos a última postagem do que fazer 1 dia em Jundiaí. Com certeza, foi uma tarde intensa e bem proveitosa, com a sensação de que será preciso voltar muitas e muitas vezes.

        Pit Stop Final. Vamos conhecer a linda PARÓQUIA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO?

        Há 98 anos, mais precisamente em Dezembro, os primeiros clérigos que pertenciam à Ordem do Divino Salvador, chegaram em Jundiaí para a criação da Paróquia da Vila Arens, sob o sussurro da Nossa Senhora da Conceição.

        A capela, que ainda era pequena, foi inaugurada em Janeiro de 1923, sob custódia do Pároco Padre Vicente Hirschle.
        Como a comunidade estava crescendo, sentiram a necessidade de um terreno maior para abrigar mais fiéis e em Setembro do mesmo ano, a Companhia de Fiação e Tecidos São Bento doou um grande pedaço de terra.
        A construção demorou um pouco para acontecer. Somente em agosto de 1927 e foi inaugurada em 1934, com 36 pinturas lindíssimas, dispostas na parede, teto e altar feitas pelo artista sacro italiano e naturalizado brasileiro Bruno di Giusti na década de 1970.
        As obras representam membros do clero e personagens comuns e locais da época.

        Antes disso, em 1957 a Igreja sofreu um incêndio com grandes proporções e danificou o órgão e os sinos. Logo, os sinos foram restaurados devido a uma campanha intensa feita pela comunidade onde arrecadaram bastante dinheiro para que isso fosse efetuado logo.
        O que conseguiram com os sinos, não conseguiram fazer o mesmo com o órgão por falta de mão de obra qualificada para isso.

        Mas, o que aconteceu depois disso, a história não relata.

        E, voltando para os dias atuais, eles voltaram com as missas presenciais, com todas as regras e adequações no combate ao COVID-19:

        - 40% dos lugares disponíveis;
        - As Missas aos sábados, às 18h00, continua sendo online. Presenciais, domingos às 09h00 da manhã;
        - Não apresentar gripe, resfriado ou qualquer pessoas que tenha tido contato com alguém com COVID-19;
        - Evitar conversas no Interior quanto no Exterior da Igreja;
        - Uso de máscaras é obrigatório;
        - Manter a distância em pelo menos 2 metros.

        Infelizmente, já passava das 17h30 e a última missa já tinha acabado e não pude fazer muitas fotos da parte interior da igreja, já que estava arrumando tudo para fechar. Mas, a parte de fora é a coisa mais linda e não tem como não ficar admirando.

        Endereço: Praça Sebastião Pontes, s/n - Vila Arens/ Jundiaí
        Horários: 
        Telefone 11 4526 1382 // WhatsApp: 11 971489247
        E-mails ( Assuntos Paroquiais e Secretaria): carla@paroquiansdaconceicao.net.br


        É isso, andarilhos. Com a Paróquia, terminamos o Especial de Jundiaí e espero que vocês tenham curtido tanto quanto eu.
        Para qual cidade eu vou?

        Beijos de fé e até logo!

        quinta-feira, 17 de setembro de 2020

        #313 ESPECIAL - 1 DIA EM JUNDIAÍ: CANCÚN SORVETES

        Olá, andarilhos. Vocês estão bem? Espero que sim!

        Quem me acompanha por aqui, sabe que eu não dispenso um bom sorvete. Eu morro para conseguir tomar... É minha sobremesa favorita.
        Então, mais do que óbvio, mais do que qualquer caminhada que eu faço, vai terminar em sorvete. Não adianta!



        A essas alturas, o passeio por Jundiaí já estava acabando. Chegamos ao penúltimo post da série sobre o que fazer na cidade.
        Pausa para um docinho: Vamos na CANCÚN SORVETES?

        Essa sorveteria me foi uma grata surpresa. Tudo o que eu queria era parar e descansar um pouco. Foi um dia inteiro andando e precisávamos renovar as energias.

        Os sorvetes são incríveis e são muito bem servidos. O pote médio é gigantesco. As escolhas foram flocos, coco, chocolate, Ferrero Rocher e acredito que só.



        Como o passeio foi feito em Janeiro, não me lembro muito bem quais foram os sabores escolhidos.
        As receitas são todas artesanais e produzidas com muito carinho. Ao todo, são 40 tipos de sabores.
        Além de tudo, o local é enorme. Dá para circular bastante e tem bastante lugares a sua escolha.

        A cereja do bolo mesmo é o serviço prestado. O dono da sorveteria é extremamente atencioso. Infelizmente, esqueci o nome dele.
        Mas, ficamos no bate papo por quase 1 hora. Ele é tão andarilho quanto a gente. Ficamos conversando sobre viagens e lugares para passear e ele falou que já viajou para mais de 30 países e que o melhor que ele já foi dentre todos, é a Turquia.
        Trocamos dicas de lugares e que ele nos recomendou a visitar o bairro italiano em Jundiaí. Adorei bater esse papo com ele e espero voltar para colocar a conversa em dia.
        O elhor de tudo é que o preço é justíssimo e além dos sorvetes, eles oferecem caldos, cremes e sorvetones em época de Natal.

        Desde 2016, a Cancún existe trazendo o melhor sorvete de Jundiaí, de acordo com os moradores da região, deixando todos os clientes felizes com sua refrescância e simpatia.

        Curtiram?

        Endereço: Rua Vigário José Rodrigues, 100 - Vila Arens - Jundiaí
        Horários: 2as às 6as: 10h30 às 18h00 // Sábados e Domingos: 11h00 às 18h00
        Telefone: 11 974198314
        Facebook: CANCÚN SORVETES
        E-mail: sorvetescancun@gmail.com
        Aceitam cartões de crédito e débito


        Pois bem, andarilhos. Caso for a Jundiaí, a Cancún é parada obrigatória para um descanso e tomar aquele sorvete delicioso.

        Beijos geladinhos e até a próxima.

        quinta-feira, 10 de setembro de 2020

        #312 ESPECIAL - 1 DIA EM JUNDIAÍ: PONTE TORTA

        Hello, andarilhos. Tudo bem com vocês?


        Depois de 6 meses, o blog está de volta sim... para finalizar a série sobre Jundiaí. Como não adianta mais o "FIQUE EM CASA", não faz sentido algum ficar com o blog parado.
        Então, a série que ficou parada em março, volta para os seus 3 posts finais.

        Pois, sem enrolação, vamos conhecer a PONTE TORTA?

        Certamente, quem mora em Jundiaí ou é turista, já deve ter visto ou contemplado um dos seus monumentos mais famosos: a PONTE TORTA.

        Mas o que ela tem de tão especial? Sob o Rio Guapeva e conhecida como a Ponte dos Arcos, Ponte Redonda e Ponte dos Bondes, foi construída entre 1888 e 1889 pelo construtor italiano Paschoal Scollato e o engenheiro responsável, Willian Haar.
        Com 50 mil tijolos de barro maciços e embasamento de pedra, 17 metros de altura e 8 metros de cumprimento, essa ponte, que de torta não tem absolutamente nada, era utilizada para a passagem das pequenas locomotivas chamadas Decauville, responsáveis pelo transporte de carretas com minérios na fabricação de cerâmica, além de bondes puxados por burros.

        Esses bondes transportavam os passageiros entre o Centro da cidade e a Estação Ferroviária e por um curto espaço de tempo, essa passagem foi extremamente importante para a cidade que começava a se desenvolver rápido e com isso, o rio transbordava e enchentes se tornaram comuns.
        Como solução, foi preciso alargar o rio, com retiradas de terras que infelizmente, comprometeram a estabilidade do monumento e para evitar que caísse, foi construído um bloco de concreto em sua fundação, além de criar novas vias de ligação, tornando o caminho intransitável. Até tentaram colocar degraus para que apenas pessoas passassem por ali. Deu certo, mas também por pouquíssimo tempo. Depois disso, veio a decadência. Ficou abandonada por muito tempo.

        Até que em 1980, houve uma manifestações por moradores desocupados que pediam por sua demolição, alegando que não tinha utilidade nenhuma na cidade e que enfeiava a paisagem, com alvo de pichadores e sujeira de animais.

        Felizmente, há pessoas que conseguem entender que existem bens que precisam ser preservados. Além do aspecto arquitetônico, ela faz parte da história do transporte coletivo e da transformação urbana de Jundiaí.

        E, foi em 2015, com um projeto idealizado e planejado pelo ESTÚDIO SARASÁ com muitos depoimentos, palestras e ações educativas mostrando a importância de um bem material e arquitetônico que o trabalho de restauração e conservação, com a ajuda dos moradores da cidade, devidamente realizado.
        E sim, foi tombada pelo Conselho de Patrimônio Histórico devido a sua importância.

        Depois disso, a Ponte Torta fez as pazes com a cidade e desde então, o local voltou a ser frequentado por skatistas e tem diversos tipos de eventos públicos, como o Bloco da Ponte Torta no Carnaval.

        Ainda bem que não foi demolida há 40 anos. É necessário educar as pessoas em relação a monumentos arquitetônicos e fazê-las entender que é a nossa identidade. Infelizmente, ainda somos um povo sem memória. Temos muitas, mas não nos importamos muito com elas.
        Não dá para negar o nosso passado e ver que existem um legado com ele, amplia as nossas visões de mundo e faz com que a gente o entenda melhor.
        É necessário ocupar esses espaços. É simplesmente nosso.

        Curtiu?

        Endereço: Rua José do Patrocínio, s/n - Centro - Jundiaí
        Sem Site
        Sem Telefone
        Aberto 24 horas
        GRATUITO
        Não há estacionamento

        Pois bem, andarilhos. Façam fotos bem bonitas ali. Depois me mostrem como ficaram, combinado?

        Beijos tortos e até mais!

        VAI VIAJAR?

        Você sabia que quando faz uma reserva com um link aqui no blog, o "Somos Andarilhos" ganha uma pequena comissão? Sim, aqui também é trabalho. Obviamente, você não é taxado mais por isso e com esse presente para você, ainda ajuda ou "Somos Andarilhos para manter o pé e produzir mais incríveis conteúdos e qualidade! Quer ver mais viagens e lugares maravilhosos por aqui? Então, vamos reservar?


         

        sexta-feira, 31 de julho de 2020

        WISE UP ONLINE: ESTUDE DE ONDE ESTIVER

        Hello, andarilhos. Tudo bem com vocês?


        Temos novidades: o "Somos Andarilhos" tem o prazer de anunciar uma mega parceria com a escola de Inglês WISE UP - MOOCA.

        Referência em línguas desde a década de 1990, a WISE UP veio para descomplicar a sua vida, pode ter certeza.

        Como o "Somos Andarilhos" é um blog de passeios/viagens e essa pandemia devido ao CoronaVírus chegou com tudo, muita gente teve que cancelar ou desistir da viagem dos sonhos que era planejada há tempos. Eu mesma fiz isso.

        E já que estava com planos para viajar, como estava o seu inglês? Não dá para ir naquele país maravilhoso fazendo mímica ou sem saber direito onde ir ou o que fazer sem se comunicar bem.
        É perda de tempo, de dinheiro e de investimento e o seu planejamento fica todo errado. Você não aproveita do jeito que deve e merece. 

        Como não aconselho ninguém sair de casa agora nesse momento e sou Team Isolamento Social 100%, sua vida não pode ficar parada. Filmes, séries, livros são a melhor companhia nesses tempos difíceis.
        E agora: o que acha de fazer esse curso incrível com um preço melhor ainda?

        A WISE UP disponibilizou o melhor curso de inglês para o seu aprimoramento nas viagens e em qualquer situação de sua vida. É uma plataforma que ensina o idioma de um jeito simples, fácil e que você pode estudar a qualquer hora, qualquer lugar e por onde quiser, por um valor extremamente acessível e compatível com o seu bolso. Basta ter vontade.

        E o Inglês para Viajantes, com módulos especialmente atrativos: você descobrirá um mundo novo, baixando o seu material didático. 
        São 9 módulos entre: o que pedir dentro do avião, itens proibidos dentro do voo, dentro da imigração, entrevista com os oficiais da imigração, restituição de bagagem, como pegar qualquer tipo de transporte como o metrô, fazer compras, café da manhã e demais atividades.
        E, claro, para um melhor aproveitamento, ao iniciar cada módulo, dê sequência nas lições, conquiste os steps em sequência, os 8 módulos e garanta o seu certificado ( atestando suas horas de estudo, progresso e performance ).
        Sensacional, não é verdade?
        Sua independência está em suas escolhas e em apenas um clique. E o porquê sua escolha não pode ser a WISE UP?
        Assim, muitas oportunidades virão: imagina trabalhar em um cruzeiro? Como guia turístico? Em museus ou qualquer outro lugar histórico e turístico?

        Então, não perca tempo. Faça WISE UP.

        Por enquanto, estude em casa!

        Endereço: Avenida Paes de Barros, 3032 - Vila Prudente
        Telefone: 11 940321893 - falar com Samira
        Instagram: WISE UP MOOCA

        É isso, andarilhos. Mais uma parceria que eu tenho certeza de que será um sucesso. Bora falar inglês e arrasar em todos os países do mundo?

        Beijos e até qualquer hora!


        terça-feira, 28 de julho de 2020

        #311 CASA MARIO DE ANDRADE: CONHEÇA O REFÚGIO DE UM DOS MAIORES ESCRITORES MODERNISTAS DO SÉCULO XX

        Hello, andarilhos. Vocês estão bem? Estão surtando muito nessa quarentena?


        Senti saudades. De andar por aí, de escrever no blog, conhecer lugares novos e pagar meus micos.
        Então, resolvi falar sobre o último lugar que fomos antes do Coronavírus chegar entre nós.

        Bora conhecer a CASA MÁRIO DE ANDRADE?

        Quem curte Artes e Literatura, com certeza sabe, quem foi Mário de Andrade. Um dos maiores escritores de sua geração ( leu Macunaíma?), também foi músico ( se graduou no Conservatório Dramático e Musical de São Paulo), poeta, romancista, contista e pesquisador.
        O cara era tão incrível que fundou a Sociedade de Etnografia e Folclore e foi Diretor do Departamento Municipal de São Paulo.
        Já imaginou ter que viajar para em busca de lendas, canções populares interioranas, festas religiosas e tudo o que fosse relacionado a cultura de um povo? Meu Deus, eu não queria mais nada na vida.

        Pois bem, vamos pular para uma cena que ocorreu aqui em São Paulo e que certamente, mudou a cara da cidade por todo o sempre: Semana de Arte Moderna de 1922, movimento modernista no Brasil que apresentou uma verdadeira renovação de linguagem artística, como a poesia declamada, antes escrita. Ele, Mario de Andrade e mais 4 grandes artistas tomaram a frente desse grande evento.
        Certamente, vocês sabem quem foram: Tarsila do Amaral, Oswald de Andrade, Menotti del Picchia e Anitta Malfatti que formavam o Grupo dos 5.
        Não confundam com o maravilhoso filme "Clube dos 5", ok?
        Mario de Andrade lançou o livro "Paulicéia Desvairada" e era uma análise minuciosa da sociedade paulistana no século XX, que passava por um grande período de transição de comportamento assim como a cidade ficava cada vez mais urbana.

        É claro que esse evento parou a cidade e para os mais moralistas e conservadores, foi considerado um imenso ato de subversão e imensas criticas destrutivas foram ditas aos jornais da época. Foi uma semana intensa, com muita arte: música, poemas recitados que acabaram em vaias e outros.

        E foi nessa casa, adquirida por sua mãe já viúva que Mario de Andrade, compunha, escrevia e recebia seus amigos mais talentosos para coquetéis, reuniões e festividades.
        Viveu ali por 20 anos, até falecer aos 51 anos, por causa de um infarto no miocárdio. Viveu pouco, mas viveu intensamente.


        A CASA...

        A casa projetada em estilo eclético ( mescla de todos os estilos arquitetônicos e é caracterizada pela simetria e riqueza decorativa ) pelo arquiteto Oscar Americano é um sobrado geminado em alvenaria de tijolos.
        E no 70o aniversário do escritor em 2015, a Casa foi reaberta com uma exposição de longa duração chamada " A Morada do Coração Perdido" e só em 2018 se tornou formalmente um museu e se integrou a Casas-Museus Literárias de São Paulo com programações exclusivas e especiais.
        O foco da Casa e Centro de Pesquisa Mario de Andrade é a pesquisa, a preservação, o fomento e toda a divulgação da obra desse artista tão único, explorando objetos de estudo do escritor como: literatura, música, artes plásticas, crítica de cinema, produção teatral e outros.
        O Museu oferece oficinas e cursos para potencializar a criação, além de incentivar o interesse histórico e artístico das pessoas que buscam por isso e por curiosos iniciantes.

        Logo na entrada da casa, vemos uma escultura de óculos que imita os de armação redonda que ele usava. É a coisa mais fofa desse mundo.
        No 1o andar, há a biblioteca onde Mario dava suas aulas de piano, o piano ao centro e uma papel de parede lindíssimo com desenhos de partituras . Há também uma outra sala com objetos pessoais, fotos, uma linha do tempo, vídeos feitos por ele de suas viagens a América do Sul, postais de amigos e objetos que não vemos mais hoje em dia. Ainda no térreo, há uma sala de estudos bem grande.

        No 2o andar, há mais salas com objetos, mapas, mais cartas escritas e uma sala que explica quem foram os 5 amigos que organizaram a Semana de Arte Moderna.
        Logo ao lado da casa, há um galpão em anexo que abriga peças, filmes, espetáculos e shows quando possível. São 3 casas dentro do terreno, sendo apenas a principal que foi devidamente reformada e revitalizada com pisos, forros e fiações devidamente trocados.

        O funcionários da casa são extremamente educados e solícitos e adoram contar histórias. Mais uma vez, escuto que os próprios vizinhos não tem ideia do que seja ali. Não é a primeira vez que escuto que a visitação é feita mais por turistas do que os próprios moradores da cidade. É lógico que isso é um absurdo.

        E, ao pisar ali naquele chão, tive que pedir licença: não é todo dia que caminhamos por onde Tarsila do Amaral e a nata da cultura paulistana passaram. Entrar naquela casa é respirar a sensibilidade, a delicadeza e a inteligência de uma época onde tudo era feito com muito cuidado e amor. As pessoas realmente acreditavam na mensagem. Tinha um propósito genuíno. Não que hoje não tenha, mas as coisas eram bem diferentes.
        Deveria ser uma delícia passar algumas horas com todos eles. Imaginem os papos?
        Um brinde a vida boêmia!

        Já deu para perceber que amei ficar ali e certamente, você deve incluir em sua listinha de lugares para conhecer quando essa pandemia acabar:

        Endereço: Rua Lopes Chaves, 546 - Barra Funda
        Telefone: 11 3666 5803 // 11 3826 4085
        E-mail:  casamariodeandrade@casamariodeandrade.org.br
        Site: CASA MARIO DE ANDRADE
        HORÁRIOS: Temporariamente fechado
        GRATUITO

        É isso, andarilhos! É bom saber que uma jóia dessas se esconde por São Paulo e quem você vai levar para conhecer quando a pandemia acabar?

        Beijos literários e até qualquer hora.




        domingo, 12 de julho de 2020

        5 MOTIVOS PARA CONHECER SÃO PAULO ( OU OUTRA CIDADE ) A PÉ

        Hello, andarilhos. Tudo bem com vocês? Estão andando muito por aí?


        Não tenho carro. Tudo o que eu faço, eu uso transporte público ou vou a pé. Desde que o "Somos Andarilhos" existe, me propus e me desafiei a conhecer a minha cidade melhor. E quando, eu digo melhor, conhecer a pé mesmo.
        Carro pode ser legal, mas dirigir nunca foi uma das minhas vontades e o dinheiro que eu compro um carro, eu invisto em um mochilão pela Europa. Sério.
        Não quero perder meu tempo pensando em gasolina mais barata, pneu, recauchutagem, etc, etc, etc...
        Caminhar é uma das melhores coisas que existe. E eu queria propor um exercício para vocês: que tal olhar São Paulo ou a cidade que vocês moram, fora de um ambiente minúsculo e que traz muito stress que é o trânsito caótico de qualquer cidade grande?

        Então, reuni 5 motivos para conhecer São Paulo ou outra cidade a pé. Bora lá?


        1. EMAGRECE

        Acho que esse motivo já pode te convencer de qualquer coisa. Na minha opinião, é muito melhor do que academia. Cientificamente, já foi provado que fazer esportes pode trazer uma série de benefícios para o corpo e a mente.
        Em uma hora de caminhada, se gasta 240 calorias. Imaginem se a duração for maior? Além disso, dá energia, ajuda no combate a depressão, colesterol, osteoporose e diabetes, melhora a qualidade do sono, trabalha os músculos e com certeza, deixa as suas pernas mais fortes.


        2. É MAIS RÁPIDO E AINDA AJUDA O MEIO AMBIENTE

        Ter um carro te dá uma sensação de poder indescritível. Você se sente poderoso e respeitável. Pode até ser, mas imagina o tempo que você perde em um trânsito, no caminho que poderia levar meia hora, quarenta minutos ou menos. A pé, você tem mais liberdade de escolhas, não se irrita, aproveita para ver detalhes que passam desapercebidos e o mais importante: não está poluindo o meio-ambiente. A natureza agradece.

        3. PERCEBER DETALHES NUNCA VISTO ANTES

        Dentro de um carro, você jamais vai contemplar um céu azul lindíssimo, preocupado se o carro de trás não vai te bater.
        Ao caminhar, se for observador, vai reparar naquele parque que nunca entrou, detalhes cotidianos que antes não não tinha importância, ver uma pracinha colorida que não parecia tão incrível, aquele muro grafitado, uma construção diferente, casinhas, árvores, pessoas de diversos estilos... Um dia que você se propõe a isso, dá uma renovada na alma e no espírito.

        4. OCUPAR E VIVER MELHOR A SUA CIDADE

        Quando eu digo ocupar a sua cidade, é realmente vivenciá-la. Mas, não vivenciar sentando em um bar  choramingando as pitangas. Isso não é conhecer a sua cidade.
        E, conhecer a cidade também não é saber usar o metrô. É fazer da sua cidade uma cidade mais acolhedora e gostosa de morar.
        Por exemplo: não gosta do seu bairro? O que você faz para melhorar? Quem faz alguma coisa para melhorar? E se iniciativa for sua para deixá-lo mais gostoso?
        Quando fazemos nossa parte, o restante vem. Interaja com projetos sociais. O que sua comunidade está fazendo para ajudar quem precisa?
        Cinema? Teatro? Dança? Pesquise.

        5. CONHECER A CULTURA DE UMA CIDADE É TAMBÉM CONHECER A SUA IDENTIDADE

        Quer conhecer uma cidade de verdade? Vá a um centro turístico e pergunte sobre o Centro Histórico.  Você não vai conhecer e se profundar em nada dentro de um carro.
        Então, aproveite e vá ao Centro ou qualquer lugar histórico e se pergunta a passar um dia cheio de informações valiosas que fizeram o passado de uma cidade se tornar o futuro delas.
        É tão incrível essa bagagem cultural que nos faz aprender mais de nós mesmos e saber o quanto esse passado ainda ecoa no comportamento humano.



        Pois bem, esses são apenas 5 motivos de outros milhares que existem. E aí? Será que te convenci?

        Beijos andarilhos e até qualquer hora.






        FASE VERDE EM SÃO PAULO: A REABERTURA DE MUSEUS E CENTROS CULTURAIS

        Olá, andarilhos. Tudo bem com vocês? Depois de 7 longos meses devido a quarentena por causa do Corona Vírus, foi anunciada a fase verde em S...